O Date Perfeito - O que o filme nos ensina e porquê assistir

16.4.19



A nova comédia romântica, lançada pela Netflix na última semana, dia 12 de abril, conta com um dos atores mais queridinhos do momentos: Noah Centineo, e não é para menos o sucesso estrondoso que o filme vem fazendo!


O Date Perfeito conta a história de Brooks Rattigan, um jovem que sonha em namorar com a garota mais popular da escola, ter um ''carro da hora'' e estudar na faculdade mais popular. Aquelas famosas coisas que só nos geram status.



Ele acaba criando um app com a ajuda de seu amigo Murph, e acabando saindo com várias garotas, sendo a companhia delas (O app funciona como um ''marido de aluguel'', mas nesse caso ele é o namorado, ou na verdade, só a pessoa que finge ser, sem beijos, nem nada, apenas uma companhia para fazer algo).  Ele se descobre sendo várias pessoas diferentes, cowboy, dançarino, nerd, dentre mil outras facetas. Ele é o que a garota quer que ele seja.



O trabalho acaba lhe rendendo um bom dinheiro. Dinheiro este que ele quer empregar para a faculdade. Mas ele acaba se dando conta de que caiu numa bola de neve de mentiras.

Brooks representa muitos de nós. Que acabamos nos moldando à realidades diversas para sermos aceitos em determinados lugares. Muitas vezes mudamos nossos hábitos, nossas roupas e até mesmo nosso modo de falar para nos adequarmos a uma realidade diferente da nossa.




Lutamos para conquistar determinadas coisas, e quando as conquistamos nos damos conta de que aquilo não era de fato nossa meta. Não era aquilo que desejamos. Era aquilo que queriam que nós fossemos. Era a realidade perfeita que nosso cérebro havia criado.

Muitas vezes, nessas nossas mudanças, acabamos nos afastando de pessoas especiais, pessoas que sempre estavam ao nosso lado, mas que deixaram de estar pelo simples fato de não conhecerem a pessoa na qual nos tornamos.





Acabamos perdendo não somente pessoas especiais, como nossa própria essência. Que vai se perdendo e quando percebemos, não sabemos mais nem quem somos, onde chegamos ou quem de fato queremos ser.




Quando adolescentes sempre colocam na nossa cabeça que precisamos ser alguém. Crescemos ouvindo isso. Estudar para ser alguém. Mas que tipo de alguém? Dinheiro realmente é sinônimo de felicidade? Ficar com a pessoa mais famosa da escola/faculdade pode até ser que te dê status, mas o que você tem a mais para oferecer?

É preciso saber encontrar nossa essência. Saber que não importa o lugar, se você ser você mesmo, as pessoas irão te aceitar, e se caso não te aceitarem, esse não é o seu lugar. Não mude para agradar alguém, ou para satisfazer o que você acha ser a ''realidade perfeita''. Perfeição não existe. Não se deixe levar por isso.


E se você ainda não viu o filme, corre na Netflix e confira!


As imagens utilizadas neste post são de divulgação do filme. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar!
Críticas, sugestões e elogios são bem-vindos, pois ajudam a tornar o blog melhor para todos! ♥
Maiores informações entre em contato pelo e-mail contatoblogdup@gmail.com.
Muuuuitos beijos pra você e obrigada pela visita! ♥

DIÁRIO DE UM UNIVERSO PARALELO
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL